quinta-feira, 6 de novembro de 2014

Jandira Feghali (PCdoB-RJ) tenta nova manobra para evitar que o e-reader caia nas mãos dos pobres.

Aumentar Letra Diminuir Letra



É revelador quando os bolivarianos fazem de tudo para manter o povo na pobreza, e o caso do e-reader tem sido exemplar, pois significa aumentar o acesso do povo mais pobre à leitura livre, com isso ele pode ganhar educação e cultura, e como os bolivarianos odeiam a educação, pois com ela o pobre pode ver através de suas mentiras e enxergar que quando eles dizem que apóiam os pobres, os querem sempre mais pobres e dependentes enquanto os políticos usufruem do dinheiro público e todos luxos e benesses que os pobres não podem ter. O e-reader ameaça tirar o pobre da miséria, e isso eles não podem permitir. A coisa não vai bem para os bolivarianos na comissão de cultura, ou o projeto é aprovado ou vai direto para frente, e pode correr o risco de ser aprovado na próxima comissão! Os bolivarianos não podem deixar, é preciso fazer algo para que educação e a cultura não seja accessível ao povo, Jandira Feghali agora quer que o projeto passe por mais uma comissão para ter mais chances de barrar o projeto, ela apresentou um requerimento para revisar o despacho original e incluir além da Comissão de Cultura e a de Constituição e Justiça, ainda inclua a Comissão de Finanças e Tributação! Sim, ela quer mais uma chance de barrar o projeto já aprovado no Senado, e–reader é tão importante que eles não podem correr o risco de um aparelho que barateia educação e cultura cair nas mãos do brasileiro pobre. Devo lembrar que por conta dos bolivarianos o projeto está desde primeiro de abril de 2013 só na comissão de cultura, eles protelaram ao máximo, e agora ela quer mais uma chance de evitar que o pobre brasileiro leia. Ficaram com nojo? Eu também, divulguem, esta monstruosidade não pode passar em branco, mostre às pessoas como os bolivarianos querem manter os pobres na pobreza para manterem seus privilégios.

Alex

Nenhum comentário:

Postar um comentário