quinta-feira, 20 de junho de 2013

Manifestação em livros.

Aumentar Letra Diminuir Letra



* Caso prefira ler no e-reader pode usar o DOTEPUB


Manifestar-se, por quê? Por direitos! O que são direitos?

Quem não sabe o que quer, não sabe como conseguir o que quer, e não sabe quando atinge o objetivo, ou não. O maior desafio dos movimentos de rua em curso no Brasil é manter algum tipo de legitimidade, pois há uma batalha ativa de muitos entes políticos profissionais para tomarem a paternidade e guiarem o movimento para os seus propósitos. Ontem mesmo esteve em curso uma reunião onde Dilma veio a São Paulo, encontrou-se com Haddad, Lula, Mercadante, Rui Falcão e pasmem, João Santana o “marqueteiro”.  Hoje pelo que consta Lula reuniu-se com sindicatos, parte da máquina petista paga de protestantes profissionais, tudo consta que querem infiltrar-se e manobrar os manifestantes legítimos para seus propósitos escusos e ilegítimos. O registro do domínio do passe livre não deixa dúvidas, é uma ONG financiada pelo governo PT que rapidamente tirou a prova do financiamento de sua página. Para quem assistiu o Roda Viva da tv cultura com os supostos líderes do tal passe livre Nina Capello e Lucas Monteiro de Oliveira, não resta questionamento, dá vergonha ver o festival de imbecilidades ditas, dá para sentir a tal vergonha alheia, como duas pessoas podem prestar-se a um papel tão patético, e mesmo assim, contrários aos supostos líderes, cartazes portados pelos manifestantes apresentavam uma pauta muito mais legítima de reivindicações ou insatisfações: “Saúde padrão FIFA”, “Não à PEC 37”, “Não queremos corrupção”, “Não à Copa e Olimpíadas, queremos Saúde e Educação”, e claro: “Passagem a R$3,00”, a mais ínfima e caolha das reivindicações, pois o que mais aflige o usuário não é o preço, mas a péssima qualidade do serviço, o aperto em certos momentos é desumano, nem animais vivos se sujeitam a tal tratamento, e no entanto, dia após dia, semana após semana, milhares de trabalhadores se submetem a esta indecência de tratamento por mais de hora para poderem viver. Em um incrível episódio de imbecilidade caolha crônica a representante do movimento Mayara Vivian deu o tom ao afirmar que as planilhas e tecnicalidades não lhe interessam, mas façam; e assim podemos fechar alguns hospitais para baixar o preço, ou quem sabe apertar mais os passageiros como já fez o Haddad ao mudar a lotação máxima de cinco pessoas por metro quadrado para seis. É senhorita Mayara... ler planilhas, observar as tecnicalidades, faz parte de ler e entender para não ser enganada por políticos, que ato de suprema estupidez! Se não quer saber, coloque a planilha na internet, para quem sabe fazer contas ver onde está a gordura, transparência é isso, ter responsabilidade, ler e entender, e assim ter controle e conhecimento de onde vai o dinheiro dos transportes.

Por sorte o movimento ficou maior que seus medíocres iniciadores, caso contrário, já estaria fadado ao fracasso, e apenas diminuir a tarifa do ônibus já é um fracasso! Detonou-se um movimento contra toda a classe política, seja situação ou oposição que não representam o povo, nem o ouvem, e agem alheios a quem pela constituição lhes “empresta” o poder, se há algo que frustra a todos é uma democracia representativa que não representa ninguém além de seus próprios umbigos. É um acinte a PEC 37 não estar no lixo, prova mais do que cabal que não ouvem o povo, pior ainda para a maioridade penal; o povo cansou, e está aí o resultado. O judiciário ficar protelando o envio dos dirigentes petistas para o xilindró também não ajuda. Os evangélicos marcharam  com setenta mil pessoas na capital federal em dia de semana, horário de trabalho, foram solenemente ignorados, pediram a prisão dos mensaleiros, além de outras pautas, eles também tem o direito legítimo de protestar, e o fizeram na mais santa paz, foram desprezados por autoridades e mídias, como se fossem desprezíveis, e são como todos os cidadãos, com os mesmos direitos, e quem não entende que direitos são universais, não sabe o que é direito.

Direitos substantivo é uma discussão que vem de longe, dos princípios da tradição intelectual ocidental e chegou a nós por livros, consta que existiam duas cidades estado: Atenas e Esparta, na primeira os cidadãos eram conclamados a discutirem os assuntos públicos e votar, para isso o estado pagava professores, para que os cidadãos fossem capazes de discutir; na segunda cidade as coisas eram mais simples: porrada e ignorância. Atenas virou uma capital intelectual, Esparta uma capital militar, adivinha quem ganhou a guerra do peloponeso? Viu alguma semelhança com as manifestações? Se quiser saber mais leia o livro de um general caído:  Thucydides.

Democracia era a ditadura da maioria, sem direitos, assassinaram Sócrates pois sabia demais e usufruía demais de sua liberdade de expressão, seu discípulo Platão  imaginou um governo de sábios, muito prático, mas quem decide quem é sábio e quem deve governar... Platão criou a academia, não a de ginástica, bem que gostaria, mas um de seus alunos achou que a simples sapiência não era todo requisito de um governante e sugeriu que os mandatários tivessem uma coisa chamada ética, ideais elevados, e esta idéia perdurou, não que fosse levada na prática, hipocrisia é coisa antiga, mas mesmo assim Aristóteles foi muito popular entre os cristãos, reis com mandato divino fingiam que seguiam a tal ética.

Essa história de ética é muito bonitinha, mas pouco prática, aí, para puxar o saco de seus patrões um intelectual resolveu fazer um tratado sobre os comportamentos que deram certo entre os governantes da história, assim Niccolò Machiavelli escreveu seu Príncipe, em vez de ética e ideais, o mais puro pragmatismo. Não preciso dizer que o livro fez sucesso entre todo filho de rameira da face da terra.

Machiavelli representou a quebra com o governo de princípios de Aristóteles. A ordem aristotélica foi imposta pela igreja como a única verdade, o trabalho de um grande pensador usado como dogma, nunca é bom, uma verdade deve ser sempre desafiada para manter-se verdadeira, um funcionário público inglês pensou o seguinte: por qual motivo procuramos a verdade apenas nos textos sagrados se a natureza, representante da caligrafia divina, está aí para responder nossas perguntas? Francis Bacon escreveu um novo organon, logo depois René Descartes leva a idéia além e dá base a profundas transformações no modo de pensar.

O homem, seu lugar no mundo, e seus direitos vem à baila no Iluminismo, uma movimentação controversa em si, enquanto pensadores como Kant conclamavam as pessoas a pensarem por si, Rousseau pregava o misticismo do bom selvagem e o revanchismo entre os diferentes. Kant x Rousseau, cultura versus ignorância, um tom que domina os debates até hoje e levou aos crimes hediondos do Jacobinos que de liberdade, igualdade e fraternidade nada tinham, um ideal dito pelos revolucionários franceses, mas não posto em prática, viram alguma semelhança? Não é mera coincidência. Em favor dos direitos é bom conhecer Voltaire, em contraponto direto a Rousseau.

Na época das revoluções há muito material para os protestantes, mas é preciso confrontar os escritos com a prática, ler todos não só um, comparar, usar o material para pensar confrontando diferentes visões, Marx, é o preferido dos revanchistas ressentidos atiçados por Rousseau, ele divide os homens e prega por uma luta constante, de um lado os bons selvagens, do outro a burguesia corrupta, não há espaço para qualquer outra cor na paleta de cores deste pensador, por isso é simples, boçal e fácil de ser aceito por todo tipo de ignorante, mas o mais importante de tudo, fornece uma ferramenta de manipulação dos idiotas úteis chamados de povo, mas em nome do povo há gente que não o representa, como os antigos burgueses, ou nossos modernos parlamentares, uma maneira de roubar do povo o seu justo direito a uma voz, novamente, em franca contradição do que pregou Kant, que queria que as pessoas pensassem por si mesmas, Marx coloca o povo como classe. É importante ler “O Capital” Vol I, II, III, IV.

Marx ficou eufórico com a revolução francesa de fevereiro de 1848, para logo alguns meses depois, em junho, cair na real, pelo menos ele percebeu o que muitos não entenderam. Uma revolta popular, sem metas, foi jogada ao chão com a maior facilidade por forças totalitárias, e tem sido assim com todas as supostas revoluções populares que não ousam saber o que querem. Sem defenderem direitos claros e universais, é o totalitarismo que ocupa o lugar da liberdade. Não, isso não foi o pensamento de Marx que continuava encantado com os bons selvagens e ignorantes, mas de muitos outros pensadores que ousaram advogar por direitos individuais, leia os pináculos do Iluminismo americano, Emerson e Thoreau; a imaginação vívida de Dostoyevsky e seu diálogo; e aqueles que nunca aceitaram qualquer forma de totalitarismo, Proudon, Bakunin, Emma Goldman, Kropotkin, e o revolucionário bem sucedido da não violência Gandhi.

Muito para ler? Não! Isto é apenas o começo, uma ínfima introdução do que é um protesto, e o melhor, como os protestos tem sido tomados por porcos totalitários quando não tem o argumento do livro. Livros estes que como podem ver, estão todos gratuitos na internet, em inglês enquanto não existem traduções de domínio público em português, disponíveis a quem tem um e-reader. A maioria destes livros foi perseguida ao longo da história, e hoje, ainda não são coisas que governos querem que seu povo leia, por isso Dilma cobra o imposto no e-reader, para tornar o livro menos acessível ao cidadão, menos difundido para manter a ignorância vigente. E aqui está o cerne de nosso protesto, nosso cartazinho na mão, como muitos outros; é uma bandeira de educação, a única verdadeira, a única livre, com livros livres. Cuba e a Antiga URSS tem boa educação? Não! O que eles tem é doutrinação, treinamento para trabalho, mas sem livros livres nunca conseguiram educação de verdade e ficaram atrás na história, por isso insistimos no livro livre, é a única fonte real de educação, sem ele não há educação de verdade, é toda a base, fundação sobre a qual se constrói educação.

Este é nosso protesto: livros e educação, um protesto moderno, argumentos em vez de força, o verdadeiro espírito democrático, aquilo que os políticos tem medo de verdade: educação consciente.

Os livros acima podem educar o cidadão sobre seus direitos e como exercer a verdadeira política, não a podre dos partidos, mas a política que deve ser exercida por todo cidadão.

Do começo deste texto para agora a passagem do ônibus caiu de preço, não imaginava que podia ser tão rápido, ouvi a Luiza Erundina dizer na TV que logo as manifestações passam, e eles esperam que passem, pois em anos foi o primeiro verdadeiro mal estar que vi em toda a classe política, que não se envergonha em não representar a quem deveria, nem se envergonha de livrar seus comparsas na maior cara de pau, à revelia do povo, queremos ver o Zé Dirceu na cadeia, o julgamento foi ao vivo, quem queria ver viu a enormidade de provas de um esquema para deixar a pátria e consequentemente o cidadão de joelhos; a briga política está acirrada, protelam a ida dos mensaleiros para a cadeia, e esta briga, que envolve o supremo, não leva em conta o que quer o cidadão, ignoram o povo, mas ficaram assustados o suficiente para adiarem a PEC 37 que evita que condenações como a do mensalão voltem a acontecer; tudo que querem é que a coisa esfrie, que se esqueça, para fazerem como sempre fizeram, cagar na cabeça do povo!

Agora que vai ser a prova de fogo das manifestações, há que se pensar em um protesto legítimo na democracia que em teoria vivemos, nosso estado é bom, nossas instituições são boas, mas nossos governantes são muito ruins! Nosso estado preconiza que nossos representantes nos representem, mas em realidade, não é o que ocorre, este protesto, é a manifestação direta, acima da representação, mas deve seguir as nossas leis, o nosso estado, se quiser manter a legitimidade.Temos um estado que institucionalmente é bom, mas precisa de ajustes, é mais fácil consertar algo com defeitos do que criar tudo do zero, precisamos aprimorar nosso estado, não destruir tudo com grande possibilidade de termos algo pior, e se a história nos mostra algo, é que este é sempre o caso com sociedades completamente destruídas. Se vocês virem os livros acima entenderão que estes direitos pelos quais brigamos vêm de um processo de milênios.

Por mais que os dinossauros dos protestos urrem de contentamento, bloquear ruas, violência, não é mais um tipo de protesto aceitável em uma democracia, pois se quiserem ser efetivos, estes protestos deverão manter-se ativos, e se todo dia as ruas estiverem bloqueadas, a maioria do povo vai virar-se contra os protestantes por uma questão de conflito de direitos, e somos todos cidadãos, com os mesmos direitos. Talvez as câmeras da TV não focalizem o interior dos ônibus presos no congestionamento, mas as pessoas já xingam o protesto por prolongar seu sofrimento, não dá para povo antagonizar povo quando os verdadeiros inimigos são políticos profissionais, é preciso foco. O Scud é um míssil ridículo pois não tem mira, já os Patriot são terríveis pois miram e acertam: lembrem-se, o alvo são os políticos que não representam e não tem competência gerencial de administrar um país, um estado ou uma cidade. Uma vez que atingem o poder ignoram o povo, lhe oferecem propagandas ofensivas, mas não os serviços pelos quais os cidadãos pagam. Pagamos muito imposto, queremos Saúde de qualidade, Educação de qualidade e segurança de verdade, deveres do estado. O protesto fez a passagem de ônibus baixar, mas devemos ficar alertas, pois não vimos nada da planilha de custo das empresas de ônibus, e esta diferença sairá do nosso bolso, não do lucro das empresas, no caso das estatais é fácil, mas a verdadeira caixa preta está nas privadas, as concessionárias que operam as linhas de ônibus e nos oferecem este serviço de qualidade miserável. Nem na passagem a batalha terminou.

Desde a época da ditadura a violência era usada para desacreditar os movimentos populares, infiltravam agentes provocadores, e os organizadores deviam saber literalmente policiar as manifestações para não permitir violência. Hoje as manifestações acontecem em um regime democrático, as coisas são diferentes, se antes existia polícia do governo, hoje a polícia é de estado, a polícia segue a lei e não os governantes, portanto é necessário aliar-se à polícia para coibir a violência. Pense o seguinte, eu e mais doze pessoas queremos um protesto pacífico, mas três outras pessoas querem usar a violência, se eu quiser impedi-los, em último caso, terei que apelar à violência e sair na porrada com os outros, nem eu nem os outros queremos, assim, o melhor é usar quem dentro da sociedade e das nossas leis tem o monopólio da violência, a polícia, treinados e equipados para suplantar varias pessoas. É esta polícia que me protege e que deve evitar a violência, assim, se eu não quiser sair na porrada para coibir a violência de uns poucos, será a polícia que terá esta tarefa, assim é imperativo que os manifestantes se aliem à polícia para que ela faça o que deve fazer em um regime democrático, zelar pelo cumprimento das leis.

Outra coisa dinossaurica de protestos da ditadura é esta coisa de tomar as ruas, se acontecer direto, como estas manifestações deverão ocorrer, vai gerar conflito com outros cidadãos, quando o verdadeiro alvo é mostrar força contra os políticos. Por que não manifestar-se na calçada? Na cara dos políticos alvo. Milhares de pessoas na rua ocupam menos espaço que nas calçadas, e em ruas privadas da circulação os protestantes fazem um show para si mesmos e dependem dos meios de comunicação, se protestando nas calçadas ocupam mais espaço, ganham mais visibilidade, independente do ânimo dos meios de comunicação de massa. Faz sentido? Além disso solidarizam-se com os outros e não os hostilizam, ganham mais apoio! Não adianta seguir a cartilha da ditadura, vivemos em uma sociedade que pretende-se democrática, vamos faze-la efetivamente democrática.

Tudo que um político não quer é ser responsabilizado pelos seus atos, já viu como é difícil descobrir como quem votou em o que na câmara e no senado? Até hoje não descobri quem votou contra o livro eletrônico no senado para colocar aqui o nome, devemos responsabilizar os políticos coloca-los como alvo! Os protestos foram suficientes para adiar a votação da PEC 37, devemos perseguir quem criou o projeto e quem o apóia! De perto, só quando eles sentem na pele é que a coisa vai mudar, e este tem que ser o alvo dos protestos, atingir o político, não o cidadão. Os petistas ficam loucos com o Blog pois eu dou o nome aos bois, é Dilma que cobra imposto no e-reader e impede o acesso do povo, a constituição proíbe o imposto ao livro e a simples hermenêutica já torna o e-reader e o livro eletrônico isentos, mas não! Aliada aos livreiros e sua máfia do papel, os livros já estão dominados pelo governo que é responsável por 40% do lucro das editoras. Não interessa um dispositivo que vai facilitar a circulação de livros e torna-los mais baratos e acessíveis. Mas é nosso direito, nos cabe lutar, pois como já disse milhares de vezes, livro livre é a única base da educação e sem ele não há a menor possibilidade de existir educação de qualidade. Sem o imposto o e-reader sairá ao preço do celular mais barato! Como justificar se até o bolsa família vai aceitar pagamento via celular?

Além de vivermos em um espaço democrático, e isto muda a forma de protestar, vivemos com recursos tecnológicos indisponíveis aos antigos protestantes, a internet não é só um ponto de encontro, mas um lugar efetivo de debate de idéias, livre e acessível a todos, democracia antes de tudo é debate de idéias e se não podemos fazer isto aqui, não o faremos nas ruas, e tudo que um governo tem medo é gente com bom argumento, por isso fogem do embate de idéias, pois não tem como justificar sua vileza.

Protesto é liberdade e educação é mais liberdade, portanto livro livre é a base da liberdade, devemos pensar se não quisermos ser enganados, devemos saber ler uma planilha para saber que a diminuição do preço da passagem não sairá do nosso próprio bolso, apenas um truque enquanto o esquema podre de ganhos nos transportes sai ileso.

Alex

11 comentários:

  1. Estou lendo "A Bomba", de Frank Harris. Excelente livro, muito apropriado para o momento atual. Por falar em excelência, fiquei com inveja da qualidade e da clareza com que você expõe seus argumentos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Caio,

      Muito, muitíssimo obrigado pela indicação do livro, não conhecia o Frank Harris e seu texto é delicioso, e o que é melhor, a versão em inglês é grátis: The Bomb. Tomo sua indicação e a ofereço aos leitores, só do início do livro já estou adorando.

      Abraço,
      Alex

      Excluir
  2. Texto longo e totalmente dissonante com o objeto deste blog. Resumiu o Ebook Brasil a um palanque político do reacionário Alex.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fábio,

      Se atrapalha-se com textos longos aqui não é o lugar para ti, é um blog de leitores, e neste sentido, estaria eu sendo diferente de John Milton ou George Orwell? Diminuir o preço do e-reader pela metade não seria o objeto deste blog? Dar mais acesso ao brasileiro à leitura? Veja:

      Alex Szapiro, da Amazon Brasil, pontuou os inúmeros impostos sobre o livro digital (IPI:10%; II:12%; ICMS:18%; PIS\COFINS:9,25%) e ressaltou que o preço do Kindle, que sai hoje por R$299, poderia cair pela metade se a alteração da lei fosse aprovada. Com pagamento parcelado, um aparelho por R$159 se tornaria então acessível a toda uma nova parcela da população.

      Tenha vergonha na cara ao defender os bandidos que querem um povo mais ignorante!

      Alex

      Excluir
  3. Desejo vida longa ao blogue e ao blogueiro para que em 2015 ou 16 durante um possível, ainda que improvável, governo de outro partido mais limpo que o PT ele esbraveje com a mesma força. Demonstrará assim que ele é o que tenta fazer com que seus leitores acreditarem que seja.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Como Thoreau acho que o povo deve ser sempre contra o governo, exigir e nunca aceitar qualquer forma de totalitarismo, serei sempre contra o que está errado, independente do poder de turno e ciente que quem está no poder tem responsabilidades e não pode fugir!

      Alex

      Excluir
  4. O texto é longo e a fonte não ajuda, vou usar o dotepub e enviar para o meu kobo para ler com mais calma.

    Uma coisa interessante, esse movimento cresceu justamente por não ter apenas uma reivindicação específica. As pessoas foram à rua protestar por aquilo que julgam errado e cada um tem uma prioridade, por isso os cartazes tão abrangentes.

    Isso foi bom, pois tornou o movimento maior que apenas o "Por melhor mobilidade urbana", mas também pode ser perigoso pois como disse o Alex "Quem não sabe o que quer, não sabe como conseguir o que quer, e não sabe quando atinge o objetivo, ou não.", é preciso agora especificar as pautas de forma clara e bem fundamentada.

    Sobre o autor: O Alex é um cara muito inteligente e bem informado, mas exagera na revolta antipetista e isso torna o texto dele quase panfletário.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Marcos,

      Para quem presta atenção à descontentação não é novidade, outro dia estava no aeroporto e nos anúncios do alto-falante estavam aqueles que são convocados a entrar primeiro no vôo, reverberou a voz de um tal Enrique Lewandowski, imediatamente uma vaia profunda tomou conta de todos os cantos, não era coisa de um grupinho, todo um aeroporto lotado vaiando, era a chamada para o meu vôo, logo depois o anúncio de que o Enrique Lewandowski e mais outro passageiro não iriam embarcar... Não foi nada planejado, foi espontâneo. Eu nem vaiei pois achei que o tal Enrique nada tinha a ver com o Ricardo, talvez fosse um filho, parente distante, nem sabia que o prenome do Lewandowski era Enrique.

      Uma vez que o povo não reage, não tem mecanismos institucionais de reação contra os absurdos que vê, engole, mas a revolta vai crescendo, os absurdos, os desmandos a violação dos direitos básicos do cidadão incorporados na mais profunda corrupção revelada pelo mensalão são introgetados, fazendo mal ao indivíduo, colocando-o em estado de stress, pois é uma situação que não consegue resolver, não lhe são dados meios legítimos de resposta, há um Brasil democrático na constituição, mas um hipocrático na prática, a letra da carta é feita letra morta por gente que jurou defender a constituição e representar o povo e não faz nada. A dúvida seria como isto transborda e com que nível de irracionalidade, pois conteúdos introgetados e não elaborados são a matéria prima do inconsciente irracional, gerando as diversas patologias psíquicas que conhecemos.

      O movimento passe livre faz parte do aparelho do PT que pretendia usar as manifestações para enfraquecer o Alkimim como fez com o Kassab, se resta dúvida, o registro do site está em nome de uma ONG de amplo financiamento estatal, dinheiro do povo sendo usado para aparelho do partido, tradução: corrupção! A tal ONG mais que rapidamente retirou os banners oficiais, mas o protesto foi alimentado pelo combustível da insatisfação e cada manifestante renegando qualquer liderança, descontentes com a traição de todo e qualquer líder, levou às ruas suas próprias demandas de maneira mais democrática que nossa própria democracia permite, vemos um país sucateado e a propaganda oficial é o país perfeito, gera revolta, gasta-se a esmo para ter a copa padrão fifa mas nossos hospitais e escolas são padrão África subsariana, gera revolta, o povo sabe quem é o culpado, Dilma é vaiada, e o PT é escorraçadodo protesto que é em realidade contra ele. O movimento tornou-se verdadeiramente popular, o PT puxa a coleira dos membros do Passe Livre que não condenaram a violência, mas condenaram a violência contra o PT, e o movimento livre toma o Brasil com danos em Brasília, fruto legítimo da insatisfação e não da manipulação dos movimentos de massa.

      Dilma foi à TV, novamente ofende os brasileiros, finge que a coisa não é com ela e tenta dar o truque, ouvirá os líderes dos movimentos populares, os mesmos que são pagos pelo PT, mas não a verdadeira voz da insatisfação popular. Mais uma vez uma tentativa covarde de calar a verdadeira voz do brasileiro, mais revolta! Estou sozinho? Veja os vídeos!

      Alex

      Excluir
  5. Que o Alex é antipetista, fica claro e concordo com o Marcos. No entanto, creio que não há como ser de outra forma. As manifestações brasil afora mostram que "não é por 20 centavos", como não é SOMENTE por um transporte público melhor, não é SOMENTE por uma educação de melhor qualidade, não é SOMENTE por uma rede de saúde condizente com os impostos arrecadados pelo governo e por aí vai. Existe uma plêiade de razões que atingiu um nível insustentável. Consequentemente, as manifestações que assistimos não possuírem líderes verdadeiramente representativos, nem questões congruentes. O povo está cansado de TUDO. Está TUDO errado e ruim.
    A revolta do Alex, que muitas vezes transforma seus textos em discursos contra o PT, é compreensível, pois assim como ele e milhões de brasileiros, também cansei desse governo corrupto que só pensa em perpetuar-se no poder.

    Concordo ainda com o Alexcmb. Espero que outro partido (seja ele qual for!) assuma o governo em 2015 e que, não só o Alex, mas muitos leitores do blog, como eu, continuemos a discutir, pressionar e reclamar as necessárias demandas que, certamente, não serão atendidas de pronto.
    Eu compreendo o Alex, pois sinto que, não se trata de uma questão partidária, mas de uma questão sistêmica. Cansamos do modus operandi dos políticos brasileiros, sejam eles de quais partidos forem. Mas, nesse momento, o partido governista (PT) é o principal culpado e aquele que deve responder de imediato aos anseios da população. Aliás, como sempre prometeram... e jamais cumpriram.

    Francisco

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Francisco,

      O que deixa-me louco da vida é o nível absurdo de cinismo, e não estou falando do filosófico, é da desfaçatez, o descaramento do PT. Você viu a fala da Dilma de hoje? Parece uma ofensa ao brasileiro, será que ela não percebe que todos sabemos de sua relação com a Erenice Guerra e a tentativa de esconder a corrupção? Dos mensaleiros no congresso com o aval do PT? Bandidos condenados no parlamento! Da amante do Lula empregada no escritório da presidência em uma sala pública decorada(irk!) com fotos do Lula? Da Rosemary Noronha com o Zé Dirceu na casa de praia com bermuda de seiscentos paus? Da Rosemary Noronha vendendo favores do governo? Da Erenice Guerra agora sócia de Zé Dirceu em um escritório de lobby? Dos ministros demitidos não por corrupção, mas por “Mal feitos” que nunca foram investigados ou processados e agora voltam ao governo? Ela fala como se não fosse ela apontada por corrupção pelo povo nas ruas! É muita cara de pau! E as medidas? São uma piada! Tenho muitos amigos médicos ainda praticantes que não clinicam em locais periféricos não pelo salário, mas pela falta de condições! É dramático ter um paciente e não ter os meios de atendê-lo, qualquer médico no Brasil sabe disto! Tem lugar que nem água que preste tem para diálise! Imagina jogar nestas condições um médico que nem fala português, como ele vai entrevistar o paciente, é muita cara de pau! Plano nacional de mobilidade que junta Juazeiro e São Paulo; e o que é pior: receber os próprios paus mandados, os manifestantes profissionais do passe livre para uma pantomima ridícula, os caras já foram desmascarados, são financiados pelo PT, são cães com as coleiras presas na guia da Dilma! E depois eu é que sou contra... O PT é contra o Brasil! O legal é ver que nas ruas, quando o povo de verdade tomou conta, eles foram rechaçados!

      Abraço,
      Alex

      Excluir
  6. Alexsandro Brazeiro

    Agradeça ao Caio, eu nem conhecia o livro, só achei a versão original em domínio público.

    Abraço,
    Alex

    ResponderExcluir