domingo, 16 de dezembro de 2012

Onde está meu e-book?

Aumentar Letra Diminuir Letra

As compras de e-books na cultura mudaram depois do advento Kobo. Vale prestar atenção e aprender a lidar com o novo cenário. Algo que me incomodou profundamente é que agora é obrigatório baixar o app Kobo para poder baixar o arquivo que você "adquiriu". Antes da parceria a não obrigatoriedade de uso do app da livraria era uma das grandes vantagens sobre a Saraiva, por exemplo. Mas isso superaremos, logo vem a dica. 

Outra coisa que achei desagradável (além de incompreensível) foi que a opção enviar de presente não está mais disponível. Ou será que isso foi só um tilt no meu navegador?? (testei no safari e no firefox). Esta função, preveniria, em alguns casos, a necessidade de quebra do DRM. É bom a Cultura se ligar nisso, mas confesso que não tive sequer paciência para escrever para eles reclamando disso (falha minha - omissão não é uma boa atitude).


Bom, se você se rendeu à necessidade de baixar o aplicativo kobo desktop, o livro aparece lindinho na sua tela, mas se você não tem um kindle e quer transferi-lo para o seu e-reader ou mesmo para algum tablet, ficará se perguntando onde raios o epub terá se escondido no computador. Foram muitas tentativas para localizar o arquivo e nada. Já que não pude usar a opção "presente" e o e-book seria um presente, era necessário localizar o arquivo e quebrar o DRM para, então, enviar o presente. 

Para eliminar o suspense, só fui descobrir no dia seguinte que o livro não tem o formato epub quando salvo no seu HD. Antes disso, descobri que entrando no site kobobooks.com há uma réplica da biblioteca que você tem na cultura (somente com os títulos comprados a partir de 05/12, claro) e por lá é possível fazer o download com o Adobe Digital Editions e, somente assim, adicionar à biblioteca do Calibre e fazer o processo necessário. 

Assim consegui enviar o presente. Mas, convenhamos... haja paciência.  

Por Maurem Kayna

27 comentários:

  1. Minha esposa comprou um Kobo. Ela tentou comprar um ebook hoje e, por motivos burocráticos, a compra só será efetuada amanhã... Então eu e ela entramos direto na loja da Kobo, sincronizamos o cadastro nas duas lojas, atualizamos os dados de pagamento e solicitamos o mesmo ebook direto na loja da Kobo, onde a venda foi feita imediatamente.

    Resultado: amanhã ligaremos para a cultura e cancelaremos a compra feita no website deles, que estava dependendo do envio de uma cópia da fatura do cartão.

    A Cultura ainda terá que agilizar muito seu sistema se quiser concorrer em pé de igualdade com a Amazon.

    ResponderExcluir
  2. Curiosamente, no site da Amazon.com.br a opção de gift (presente no site americano) também não existe.

    Talvez isso se deva a alguma peculiaridade da nossa legislação (afinal de contas, tão simples e descomplicada) relacionada a atuação ou parcerias com empresas estrangeiras.

    ResponderExcluir
  3. Pessoal, olha que curioso:

    Tentei comprar 6 ebooks pela Cultura, os mesmos aparentemente encontram-se à venda normalmente, com preço, tudo mais, são os seguintes:

    AGATHA CHRISTIE:O cão da morte / Os últimos casos de miss marple
    RAYMOND CHANDLER: Para sempre ou nunca mais / Janela para a morte
    PATRICIA HIGHSMITH:Livro das feras / Os gatos

    quando tento finalizar a compra, olha que beleza de mensagem recebo:

    "Este eBook ainda não está disponível para vendas no Brasil. Caso você tenha alguma dúvida, por favor envie um e-mail para livros@livrariacultura.com.br"

    ---

    Ué, os livros são todos da LPM Pockets, como assim?

    Mandei mail cobrando explicações dia 14, recebi o de praxe me dizendo que teria uma resposta em 24 horas e até agora nada.

    Propaganda enganosa?

    Tão inflando a loja artificialmente?

    Depois reclamam que ebook no Brasil não funciona, por culpa das livrarias, só se for ...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E você tentou encontrar esses e-book sem outra livraria, Silvio??
      Várias pessoas estão reclamando de "e-books"esgotados na cultura.

      Excluir
    2. Já, Maurem, são encontrados na Saraiva, Google Play, Amazon, etc. Na verdade, comprei um Kobo e como esses ebooks nunca achei piratas, e os preços estão decentes (cada um entre R$ 9-15), queria até prestigiar a Cultura, nesse momento do mercado nacional de ebooks, e é isso que eu encontro, pode um negócio desses?

      Excluir
    3. Pessoal, acho que é inflação artificial sim, pois curiosamente, no site br da Kobo não consta nenhum desses livros à venda.

      Excluir
    4. Galera, pra completar a história, a Cultura não me respondeu, belo exemplo de loja virtual, como a Kobo deixa o sistema aberto à várias lojas, fiz o correto no mundo capitalista:

      Comprei no concorrente. no caso a Buqui, recomendo a todos, excelente, comprei sem galhos, imediatamente eles aparecem na sua biblioteca, dentro do site. aí é só baixar pelo ADE, instantaneamente.

      E mesmos preços da Cultura, talvez mais baixos, comprei os 6 livros por R$75,00 (como disse, r$12,00 por livro, acho um preço ótimo num EPUB)

      Fica a dica

      Excluir
    5. Maurem, como assim, "esgotados"? como um e-book pode se esgotar, sendo um arquivo digital? por aí se vê que tem algo de errado nessa história toda...

      Recentemente tive um desentendimento com a Cultura e prometi a mim mesma nunca mais comprar nada deles. Ocorre que compre alguns ebooks e fiz o download no meu PC para depois passar o ereader. Mas tive um probleminha e precisei reinstalar o ADE. Resultado: perdi os ebooks e não consegui fazer novo download pelo site da cultura, com a informação de que "os ebooks estavam cadastrados com outro login na ADE". Enfim, depois de vários email trocados com a cultura , várias tentativas frustadas e 2 programas e apps, consegui finalmente baixar os livros. Nota zero para cultura! Nota zero para ADE! Nota zero ao quadrado para o DRM!!!!!!!!!!!

      Nota dez por enquanto só para a Gato Sabido que é a única a disponibilizar o ebook imediatamente e sem precisar instalar nenhum programa adicional.

      Excluir
    6. Mas os livros da gato sabido também tem DRM... que é realmente um grande entrave.

      Excluir
  4. Estou realmente assustado. Se não fosse esse blog, eu estaria em apuros. Vou explicar o porquê.

    Desde janeiro de 2012 comecei a me apaixonar por livros digitais, após comprar um Nook.

    Comecei a comprar livros no Gato Sabido, Saraiva e Cultura. Destes, o melhor na compra é a Gato Sabido, que imediatamente disponibiliza o arquivo. Em segundo, a Cultura, que tem um pequeno "delay" que varia até 30 minutos. Por último a Saraiva, que exigia a instalação do Saraiva Digital Reader.

    Em Setembro, ganhei um vale-presente da minha empresa de R$ 100,00 na livraria Cultura, e, desde então, tenho comprado os livros regularmente naquele Portal.

    Após o lançamento do Kobo, vibrei com a iniciativa da Livraria Cultura, um passo na frente de todas.

    Pedi, inclusive, no amigo secreto de fim de ano, um vale-presente de R$ 150,00 na Livraria Cultura.

    Qual a minha surpresa? Se eu comprar um livro agora o "site" me dá a entender de que não existe mais como eu baixar o EPUB para outro e-reader.

    Ou seja, a Cultura passa a imagem de ter adotado a postura da Amazon.

    Se não fosse este blog, eu não saberia que o site da Kobo permanece, tranquilamente, com a possibilidade de download do EPUB com DRM via Adobe Digital Editions.

    O que me impressiona é exatamente isso. A Kobo, que é fabricante do e-reader deixa claro no seu "site" que o e-book pode ser acessado em qualquer e-reader, ainda que não-kobo.

    Perceba que o maior interessado em restringir o mercado é o fabricante do e-reader, interessado na venda do leitor.

    Já a Cultura, que é, em última análise uma livraria, e deve estar interessada apenas em vender livros, não importa em qual leitor, deixa o usuário sem informação, acreditando que, a partir de agora, apenas com o Kobo ou com seus "apps" você terá acesso aos livros digitais.

    Se não fosse esse blog, o que eu faria com meus R$ 150,00 reais de crédito junto à Livraria Cultura?????????

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fabio, que bom que estamos ajudando de algum modo.
      Eu mesma "apanhei"um pouco para descobrir. Tudo o que tivermos de informação útil para usuários, vamos colocando aqui. E se quiseres deixar dúvidas específicas talvez também possamos ajudar. Abraço!

      Excluir
  5. Uma outra bizarrice dessas lojas, dessa vez a Amazon: diversos e-books gratuitos (domínio público) estão disponíveis, mas somente para o aplicativo Kindle para iPad, é mole?
    Tudo bem que dá para encontrar os mesmos em sites de divulgação de livros em domínio público, mas é uma coisa que não entendi ainda.

    ResponderExcluir
  6. O Kindle já está disponível no ponto frio pelo preço já divulgado...

    ResponderExcluir
  7. Eu continuo baixando os livros que compro na kobobooks direto do site (em formato epub), sem ter que baixar programa nenhum. Ontem comprei mais 3 ebooks desse jeito.
    Isso deve estar acontecendo pra quem integrou a conta da Livraria Cultura com a da kobobooks. Eu não fiz a integração, compro no site da Kobo e quando vou pagar entro com login e senha da minha conta da Cultura. Eles oferecem a opção de entrar pela conta da Kobo ou da Cultura, como eu já tinha conta na Cultura usei o meu login e comprei os livros em reais normalmente. Quando você conclui o pagamento, no canto superior direito da página aparece um botão azul para baixar o ebook direto, daí quem já tem ADE (Adobe Digital Editions) instalado é só clicar no link que aparece e o livro abre automaticamente no ADE. Depois você pode ir na pasta "My Digital Editions" (do ADE) no seu PC e pegar o arquivo epub e copiar para o tablet, etc.
    Para quem lê em outros idiomas a melhor coisa é comprar a versão dos ebooks em inglês, por exemplo, que costuma sair bem mais barata que a nacional. Exemplo, a biografia de Napoleão de Steven Englund: em português sai por 59,90 e em inglês por 42,39!!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Além disso, os seus ebooks comprados na Kobo ficam armazenatos em "minha biblioteca/my library" na sua conta e você pode baixar de novo se der algum problema.

      Excluir
  8. DESCONTO DE 40% EM EBOOKS NA KOBO BOOKS:

    Digite o código no final da compra onde está escrito "have a gift card ou promo code?". Válido até 1 de janeiro.

    Promo code: "bargainmoose40"

    Boas compras!

    ResponderExcluir
  9. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  10. Amigo, me ajude aqui por favor. Eu comprei um livro na livraria cultura e consigo ler com o Kobo desktop e acabei de baixa-lo como você disse (baixando pelo ADE), mas como eu adiciono o livro no calibre se eu não encontro o arquivo do livro na pasta do ADE? Quero transferir ele para pdf e imprimir o livro.

    ResponderExcluir
  11. Amigo, já encontrei. A pasta "my digital editions" estava na pasta "meus documentos" do meu computador. =D
    Agora sim estou satisfeito com minha compra. Agradeço as dicas daqui.

    ResponderExcluir
  12. Gente, ainda é confuso assim, ou agora está melhor? Meu marido me deu um Kobo de dia dos namorados, como vai demorar para chegar, vou logo tratando de me informar, um mundo totalmente novo que se descortina para mim! Eu amo ler, depois que meu filho nasceu não leio quase nada, e a luz do iPad incomoda muito. Sinto muita falta de ler e um ebook é a alternativa perfeita para mim, pois posso ler tranquilamente sem incomodar meu filho com a luz enquanto ele dorme, e sem me preocupar em ter espaço físico para guardar livro, pois moro em uma caixinha de fósforo!

    ResponderExcluir
  13. Boa tarde.
    Estou acostumada a usar o play livros (google) na minha tablet para leitura, porque permite pdf, epub, doc windows, efim vários formatos.
    Na euforia de ler um livro, acabei comprando pela livraria cultura (única que aceita cartão de débito), segui os seus conselhos para baixar, mas estou com um problema.
    Não vejo necessidade de ter dois leitores instalado, gostaria de desinstalar o kobo, mas o play livros não deixa carregar arquivos epub com drm, o que posso fazer para conseguir carregar no play livros?
    att.
    Amanda

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não faz Amanda, o google play só aceita os livros dele mesmo, com o DRM próprio, só usando outro programa que aceite o Adobe DRM.

      Abraço,
      Alex

      Excluir
  14. Muitíssimo obrigado! Acabei de comprar um lev e queria baixar para o computador livros que tinha comprado na livraria cultura e não estava conseguindo de jeito algum.
    É mesmo um absurdo eles complicarem tanto!

    Obrigada mais uma vez, esse post alegrou meu dia!

    ResponderExcluir
  15. Queria saber Se e possivel comprar um eBook Na amazon.com.br para Dar de presente para alguem que more em outro pais. Obrigada

    ResponderExcluir
  16. Por que o livro não baixa todo? É aos poucos, mesmo?

    ResponderExcluir
  17. Muito obrigado pela explicação, tudo certo aqui!

    ResponderExcluir
  18. Bom dia, funcionou para mim também. O Adobe Digital Editions baixou o arquivo .epub para o meu computador.

    ResponderExcluir