sexta-feira, 6 de abril de 2012

Penguin decepciona leitores americanos com restrições a livros eletrônicos em bibliotecas

Aumentar Letra Diminuir Letra



Os leitores americanos que preferem ir a uma biblioteca para pegar livros eletrônicos emprestados (em vez de comprar cópias no site da editora ou de uma revendedora) estão chateados com as restrições da Penguin.

Para retirar um livro eletrônico da Penguin em formato Kindle em uma biblioteca, o usuário precisa conectar o Kindle via USB a fim de fazer a transferência do arquivo. Isso significa que os títulos da editora que estão disponíveis pelo serviço Library2Go não podem ser transferidos via wi-fi para um aparelho Kindle ou outro dispositivo portátil com o aplicativo Kindle instalado.

O grande problema é que a Amazon afirma que títulos restritos podem não ficar disponíveis nos aplicativos Kindle, ou seja, se o leitor usar o aplicativo em um tablet Android ou iPad, talvez não consiga ler os livros que pegou na biblioteca.

Mais informações [em inglês] no blog The Passive Voice.

Nenhum comentário:

Postar um comentário