quinta-feira, 15 de março de 2012

Novo iPad e a leitura digital

Aumentar Letra Diminuir Letra



Com as resenhas e primeiras impressões do sucessor do tablet da Apple inundando os cache de pesquisa da internet, não poderíamos deixar de colher algumas informações sobre o que mudará para quem usa o iPad como e-reader.

Inicialmente, não houve mudança nas características físicas, como espessura, peso e design, o que não refletiu em uma melhora no conforto para os leitores mais obstinados nas leituras prolongadas.

Contudo, se a estrutura manteve-se inalterada, as peças do hardware deram um salto tecnológico impressionante que deixará a Apple isolada na liderança do mercado de tablets.

Tudo incia-se com o chipset A5X com processadores quadcore, que na prática permitem a exibição do quádruplo de pixels que um iPad 2, o que em números absolutos geram 3,1 milhões de pixels na tela, um milhão a mais que qualquer HDTV!

Sim, mas para a leitura, o que isso vai ajudar?

A resposta é bem simples, quanto mais pixels agrupados, mais nítido são as as imagens, e por causa desse motor de silício, o novo iPad pode ser dotado com tela Retina, que possuem uma resolução de 2048 x 1536 em 9,7 polegadas, a tela mais impressionante que os críticos já avaliaram, para citar alguns:

Tech Crunch
Páginas da web são exibidas quase como se elas fossem impressas em páginas glossy de alta qualidade de revistas. Fotos parecem fotos — do tipo impressas. Os textos são muito nítidos e vivos, como uma impressão.
Wall Street Journal
Essa é a tela mais espetacular que eu já vi em um aparelho móvel. A empresa aglutinou quatro vezes mais pixels no mesmo espaço físico em comparação ao iPad e afirma que a tela do novo aparelho tem um milhão de pixels a mais do que uma TV HD. Tudo que eu sei é que os textos são mais nítidos, e fotos soam muito mais ricas.


Ou seja, o novo iPad trouxe uma resolução nova para leitura de conteúdo digital, muito mais próxima ao que estamos acostumados com o conteúdo impresso, na página oficial da Apple pode ser ter uma ideia de como a tela Retina vai contribuir para o conforto na hora de ler textos, experimente aqui.


Contudo, apesar desse acréscimo na resolução, o que reduz o esforço visual, ainda nos deparamos com o desconforto da emissão da luz da tela, que para muitos leitores é o pior dos mundos da leitura digital, inviabilizando leituras prolongadas.

Mas, para leitura de email, sites, revistas, textbooks e pdf técnicos, o novo iPad será o sonho de consumo de muitos, inclusive o meu. 

E quanto a você?  Qual sua experiência com leitura em tablet? Vai valer a pena trocar o seu pelo novo iPad?

Fonte: Enxertos traduzidos pelo Gizmodo.com.br

2 comentários:

  1. Somente uma pequena correção: O novo ipad é um pouco mais grosso e pesado que os anteriores.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade Gustavo, ele ficou 50g mais pesado e 0,6mm mais espesso, mas todas as resenhas são unânimes em comentar que mesmo pondo um ao lado do outro é imperceptível diferenciá-los até a hora de ligar a tela.

      Excluir