quarta-feira, 21 de março de 2012

A Metamorfose

Aumentar Letra Diminuir Letra

Cumprindo as promessas feitas neste post de lançar cada vez mais material em e-book lançamos "A Metamorfose".


Este livro talvez seja o mais conhecido de Kafka, nele somos apresentados a Gregor Samsa, um caixeiro viajante que um dia ao acordar se vê transformado em barata.
Clássico mundial, indispensável para os amantes da boa literatura.

Vamos tentar manter um ritmo de dois lançamentos semanais, na segunda lançaremos projetos maiores como o atual obra completa de Machado de Assis e na quarta tentaremos trazer diversidade, você pode fazer pedidos de livros, por hora apenas em domínio público, para lançarmos neste espaço.

Boa leitura!

Baixe o livro em nossa lojinha!

9 comentários:

  1. Rapaz dele eu só li o Processo e achei muito cansativo. vou dar mais uma chance porque sempre fui curioso para ler esse livro.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Spallenza, há dois pontos a serem levados em conta:

      01) Kafka tem um senso de humor muito próprio. Enquant você não entra no "mood" dele, enquanto vc não entra na ironia, realmente fica cansativo. Mas depois que vc vencer essa barreira, vai se divertir muito

      02) As traduções pro português são muito ruins. E são grandes responsáveis pela fama que Kafka tem de chato. Tente a tradução de Modesto Carone, que é boa.

      Excluir
    2. Tem outro agravante de eu ter lido mais novo, mas vou tentar ler uma segunda vez com a mente mais aberta.

      Excluir
  2. Li a metamorfose quando ainda era adolescente, acho que uns treze anos, adorei! Talvez na época não percebesse o quão rico é o texto e a profundidade da ironia no cenário, mas gostei muito. O processo é ainda melhor, e muito mais cáustico.

    Alex

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Cada um tem seus gostos e ritmos diferentes, comparar é bobagem.

      Excluir
    2. O Alex tem esse poder. rsrs
      Mas cada pessoa tem que achar po seu ritmo e estilo, não comparar com outros.

      Excluir
    3. Eu heim! Pensem um pouco, tenho provavelmente o dobro da idade de vocês, a May começou a ler com quatro, eu com sete, como a maioria, se vocês lêem a quinze anos, eu já leio a trinta e cinco, estou vinte anos e muitos livros na frente, faz sentido comparar? Literatura não é competição, é prazer!
      Alex

      Excluir
    4. Alê, você tem razão, claro.
      E não só isso, mas se dar melhor com esse ou aquele tipo de literatura também não faz a pessoa menos culta - o que faz isso é o volume de informação que você consegeu reter vindo daquela literatura. Informação ou diversão, claro.

      Excluir