sexta-feira, 11 de novembro de 2011

Lançamentos de e-book - 10/11/2011

Aumentar Letra Diminuir Letra

Nós já anunciamos recentemente os lançamentos dos livros do Jô Soares e da Série Crônicas de Gelo e Fogo, pensando nisso resolvi criar aqui um novo serviço no blog, vou passar a anunciar os lançamentos de e-books em português aqui, se você clicar no marcador "Lançamentos", terá sempre novidades de novos livros no mercado, se você souber de um lançamento que não noticiamos é só mandar para kindlecastbr@hotmail.com.
Vejam bem, não se trata de recomendações dos livros estamos apenas mostrando os lançamentos, mas se você leu alguns deles pode por sua opinião nos comentários, que ajuda os outros leitores a conhecer um pouco mais dos livros.
Pra começar tem dois livros que estão a venda na Livraria cultura e dois na Saraiva:


18 CRONICAS E MAIS ALGUMAS


A psicanalista Maria Rita Kehl traz, nesta obra, uma coletânea de dezoito artigos publicados no jornal O Estado de S. Paulo e outros 26, em veículos como Teoria e Debate, Folha de S.Paulo, Época e CartaCapital, escritos ao longo da última década. Estão contemplados nesta obra textos como 'Dois pesos...', que expõe as fissuras de uma sociedade desacostumada com a participação dos mais pobres; e 'O tempo e o cão', episódio que inspirou o nome de seu último livro sobre as depressões. Maria Rita questiona o papel do psicanalista na imprensa e apresenta referências pessoais e meio aos artigos.


A MENINA DA COLUNA TORTA

Julia Barroso narra a saga de uma adolescente vítima de escoliose, sua luta através do uso de colete e cirurgia, sua capacidade de superação, seu esforço para viver uma adolescência normal e divertida e o otimismo que a transformou numa mulher madura e saudável, mãe e esposa realizada.


CLAUDE LÉVI -STRAUSS


Nesta biografia, Patrick Wilcken traça um retrato do "pai da antropologia moderna", que influenciou grandes nomes da segunda metade do século XX, como Michel Foucault, Roland Barthes e Jacques Lacan. Recorrendo a entrevistas com o próprio Lévi-Strauss, a pesquisas em seus arquivos mantidos na Bibliothèque Nationale em Paris e a conversas com antropólogos contemporâneos, Wilcken explora e explica suas ideias, revelando o homem por trás delas como um escritor e artista frustrado, que injetou uma sensibilidade artística na academia usando a imaginação e as ideias valiosas de um poeta.


EM LIBERDADE

No dia 13 de janeiro de 1937, por iniciativa de amigos e graças à ajuda do advogado Sobral Pinto, Graciliano Ramos foi solto da prisão onde passou quase um ano encarcerado. A dura experiência atrás das grades seria narrada pelo escritor em um dos maiores clássicos da literatura brasileira, Memórias do cárcere.
Inexplicavelmente, Graça – como era carinhosamente chamado – jamais escreveu uma linha sequer revelando suas impressões sobre o retorno ao mundo após deixar a prisão. O que nos deixa imaginando as sensações que teriam assaltado o autor de Vidas secas ao arriscar os primeiros passos em liberdade.
Atingido em cheio por esse questionamento, o poeta, escritor, crítico e professor Silviano Santiago arriscou o que Graciliano teria anotado em seu diário, contando o que viu e viveu nos primeiros três meses fora da prisão. O resultado é uma das mais originais viagens literárias de nosso tempo.
Santiago apresenta uma ficção "alterbiográfica", na qual recria percepções políticas e existenciais de Graciliano. Para mergulhar nesta história, fez-se mister estudar durante quatro anos a vida e a obra do escritor alagoano, pesquisando em jornais, revistas, livros e mapas do Rio de Janeiro de então. "A partir deste material deixei que minha imaginação delirasse. Para mim foi uma coisa mágica, como se eu estivesse psicografando", como conta o autor.
O pseudo-diário de Graciliano acaba reunindo figuras como o poeta inconfidente Cláudio Manoel da Costa, no século XVIII, e o jornalista Wladimir Herzog, que viria a ser morto pela ditadura militar em 1975. Para Santiago, o livro é um grande mergulho na realidade brasileira. "Uma tentativa de integrar o Brasil, levando em conta seu dilaceramento", afirma.

Nenhum comentário:

Postar um comentário