sábado, 5 de novembro de 2011

Congresso Brasileiro da Leitura Digital - CBLD (II)

Aumentar Letra Diminuir Letra

Aos poucos o conteúdo abordado no CBLD vai sendo disponibilizado no Blog do CBLD. A palestra de abertura, do prof. Francisco Marshall, que não acompanhei ao vivo, está diponível no 4share. Não é o tipo de apresentação autoexplicativa, mas o blog dá um pequeno resumo do que foi abordado. Basicamente um olhar sobre a história e as diferenças na interação com o próprio corpo e o espaço que nos cerca - incluindo o "espaço"digital em que hoje nos movemos.

Segue o resumo apresentado pelo CBLD:
O homem pós-vitruviano – Entre a Grécia de Policleto (sec. V a.C.) e a Roma de Vitrúvio (sec. I d.C.), formou-se a imagem e a epistemologia de um homem simétrico, cujo corpo era também medida de habitação e cidade. Após Leonardo (sec. XV-XVI), este homem foi revivido como canon da modernidade, e assim chegou ao sec. XX. No III milênio, este homem clássico vitruviano foi transmutado em homem digital, e seu corpo e suas relações com o espaço convertidos em novo conjunto de medidas e propriedades. Há no homem atual memória e conflito entre o vitruviano e o digital, e questões que recém começamos a formular, na era pós-vitruviana.

Nenhum comentário:

Postar um comentário