sexta-feira, 25 de novembro de 2011

Black Friday: Preço do livro físico mata e-livros

Aumentar Letra Diminuir Letra

Mais uma vez essa assunto, Manolo?

Pois é, enquanto não descobrirmos a razão das editoras considerarem que e-livros são artigo de luxo praticando preços iguais ou superiores aos livros físicos, vamos novamente mostrar a discrepância dessa política de mercado.

A bola da vez é o já comentado Crônicas de Gelo e Fogo, George R.R. Martim, que, hoje, pelo site da Submarino você vai poder levar os três primeiros volumes de R$154,70 por R$ 69,69. E com FRETE GRÁTIS!!

EDITADO: O preço do pacote voltou para R$ 99,90.

Se estudarmos os preços aplicados por esse site a cada livro da série (Livro 1 R$ 39,90, Livro 2 R$ 29,90, Livro 3 R$ 42,90), verificamos que para a compra dos três separadamente, gastaríamos R$ 112,70, ou seja,  na compra do pacote temos na verdade 38,16% de desconto.

Ou se verificarmos que em uma outra promoção do site, compra-se os dois primeiros volumes por R$ 69,90, a primeira proposta fica ainda mais vantajosa, caindo no popular 3 por 2.

Enquanto isso, direto da caverna escura da ignorância comercial, a versão digital, em ePub, dos dois primeiros livros, pode ser adquirida na comodidade do seu lar, de forma quase que imediata,  por "apenas" R$65,80. Lembrando que ao adquirir a versão digital seus problemas com espaço de armazenamento e acúmulo de poeira deixam de existir e tudo por apenas R$ 65,80.

Tentei frisar bem as vantagens de comprar o formato digital, alguém ficou convencido?

Nem, eu.

P.S.: Tentei verificar os preço na Saraiva, mas o site estava instável. Na Gato Sabido não havia o e-livro

2 comentários:

  1. Quem faz queima de estoque de livros, a maioria das vezes, é a livraria, não a editora.
    O livro tradcional é um problema, se não vend como previsto ou encalha ele toma espaço de estoque, isso tem custo operacional para a livraria. Já o livro digital não tem esse problema, o custo de guarda é irrisório.
    Por esses fatos, seria mais corente e lúcido vermos com mais frequência queima de estoque de livros tradicionais, então essa tal promoção está coerente com a situação exposta, mas não é só isso o que acontece, vemos quase todos os dias promoção de livros digitais também, logo, achei esse post, em essência, irreal.

    ResponderExcluir
  2. Anônimo,

    Agradecemos as sua colaboração com seu comentário. A divergência de ideias muitas vezes engrandece mais que a convergência.

    Você tocou em um ponto que acho crucial para essa discussão, o custo operacional de estocagem. Em relação aos livros digitais tende a quase zero,ao contrário dos livros físicos, é uma grande fatia responsável pela composição do preço final do produto. E é um custo que se soma duas vezes, uma vez da editora para a livraria e a segunda pela própria livraria.

    Oras, se o e-livros não tem esse custo, o que explica o preço similar ou as vezes superior a obra em papel?

    O relato neste post foi referente a uma promoção, sim, mas considere a compra dos dois primeiros volumes separados, a custo padrão do site, a diferença do que se paga em relação ao preço digital é de apenas R$4,00. Será esse o único custo com estocagem? Não poderia ser maior e melhor para o consumidor?

    Quanto as promoções de e-livros no Brasil, confesso que nunca vi. É comum na Amazon, mas lá a história é bem diferente.

    Cordial, abraço.

    ResponderExcluir