quinta-feira, 17 de novembro de 2011

Áudio-drama Um Apólogo - Machado de Assis.

Aumentar Letra Diminuir Letra


Pessoal estamos com um projeto novo aqui no blog, e queremos saber a opnião de vocês.
Estamos querendo produzir áudio-dramas, audio-books que tem a leitura dramatizada.
Os textos serão narrados por atores profissionais, e terão trilha sonora, efeitos, enfim será uma forma divertida de "ouvir" um livro, e pode até ser muito bom para mostrar pra aquele adolescente teimoso que livros podem ser legais.
Então eu preciso da opinião de vocês sobre este projeto, abaixo está o áudio-drama do conto "Um Apólogo" de Machado de Assis, gostaria de saber o que acharam do conto, do formato, quais livros, de domínio público, vocês gostariam de ouvir em audiobook.
Esta empreitada têm sido muito prazerosa e espero conseguir passar um pouco desta diversão para vocês.







15 comentários:

  1. sinceramente não vejo muita relação entre incentivar a leitura fazendo alguém escutar uma "radio novela" (aliás, esse conceito de programa é bem antigo, minha avó era fã ...). Leitura é uma coisa, escutar a dramatização de uma história é outra bem diferente. Acho que serve, sim, para popularizar autores e divulgar boas histórias, nada mais. Quem não gosta ounão tem o hábito de ler, vai continuar não lendo. Seria o mesmo que pensar que um filme baseado numa obra literária incentiva alguém a ler. Pode ter quem ache que sim, mas aumento de vendas não significa que os compradores são pessoas que não eram leitoras e foram "tocadas" pela mágica do veículo.

    eu gosto muito de ler e gosto também de cinema. Mas tenho bem claro que são veículos totalmente diferentes. Já a idéia de "radio novela", sinceramente não me empolga nem um pouco. Talvez minha avó se anime com a reedição. rs

    ResponderExcluir
  2. a tradição oral - a de contar histórias - tem admiradores em todas as partes. Sou um deles. Parabéns pela iniciativa.

    ResponderExcluir
  3. Parabéns Paulo, ficou bem produzido. Eu sou fã de audiobooks, no trânsito não há nada melhor para passar o tempo. Além disso, os audiobooks são importantes ferramentas de acessibilidade para deficientes visuais.

    ResponderExcluir
  4. Na verdade quando lançarmos o áudio-livro iremos buscar uma produção ainda melhor.

    ResponderExcluir
  5. Em tempos corridos como o nosso, informação rápida e concisa é preciosa. Poder ouvir audiobooks no trânsito, no mp3 na fila de banco, durante algum trabalho,além de tornar mais agradável, informa e estimula nossa imaginação e apreciação das grandes obras. Acredito que o incentivo a leitura é válido dessa maneira sim, como os filmes muitas vezes me fizeram querer ler o livro e visse versa. Veículos são sim distintos, e nos atrai de maneira diferente cada qual.
    A internet reavivou a importância da rádio, nesse mundo 2.0 através do podcasts. Tudo é cíclico, se recicla e se renova. Isso pode ser o começo de uma nova tendência na web.
    Parabéns, pera idéia, pela qualidade e pelas intenções de futuras repercussões.

    ResponderExcluir
  6. Muito legal Paulo. Gostei bastante e sou um grande incentivador do AudioBooks. Quando tenho que ir ao escritório, levo cerca de 3 horas entre o percurso de ida e de volta e todo este tempo dentro do carro é extremamente entediante. A solução foi ouvir este tipo de material. Em algumas oportunidades fiz uma "leitura" multimídia : no caso do Caçador de Pipas, por exemplo, lia alguns capítulos do livro impresso em casa; continuava com ouvir outros no carro e, depois, para fechar acabei assistindo o filme no cinema (apesar que o filme é muito ruim comparado ao livro). Já no caso da biografia do Tim Maia, apesar de ter o livro impresso, acabei só ouvindo o AudioBook, pois depois das primeiras páginas lidas (e, em alguns momentos interpretadas) pelo autor - Nelson Motta) vi que seria muito melhor ouvir que ler. Também foi assim com a Saga das Mãos, em que o autor (e protagonista) Maestro João Carlos Martins é o narrador e dá para "sentir" em sua voz aqueles momentos de sua vida que está nos lendo.
    Aprovo a iniciativa e, com certeza serei um grande "consumidor" deste conteúdo.

    ResponderExcluir
  7. oi.
    estou escrevendo antes de ler, mas acho uma ideia bacana quando para livros nao muito extensos.
    eu gostaria de ouvir contos, em especial os do kafka.

    ResponderExcluir
  8. Paulo, sabe que dei um audiobook de presente a uma amiga que não se dá bem com a leitura e ela ficou encantada!? Mas não era audiodrama... assim acho que será mais bacana ainda.

    ResponderExcluir
  9. Sou contadora de histórias e especialista em leitura. Tenha certeza que incentiva sim. Parabéns!!! Ficou ótimo.

    ResponderExcluir
  10. Voltando... depois de ouvir. Gostei e gostei bastante!!

    ResponderExcluir
  11. Mto bom, Paulinho, ótimo mesmo! Adorei. Vai que vai que o projeto é bom! Boa sorte! bjos

    ResponderExcluir
  12. Olha eu adorei a ideia e recomendaria Memórias de um sargento de Milícias do escritor Manuel Antônio de Almeida, lembro pelo do fato de ver meu irmão mais novo imitando uma cena do livro onde o pai de criação do menino fala com a vizinha "E seu marido deve estar dando coices no inferno!". Sinceramente foi hilário e muito incentivador. Pra quem não conhece existe um programa internacional na comunidade de língua espanica que era cada pessoa ia contribuindo com trechos da obra consagra de Cervantes: http://www.youtube.com/user/ElQuijote

    ResponderExcluir