terça-feira, 29 de novembro de 2011

53° Prêmio Jabuti de Literatura Brasileira

Aumentar Letra Diminuir Letra

A Câmara Brasileira de Livros (CBL) realiza todos aos anos o prêmio de literatura Jabuti que agracia autores, ilustradores e desing gráficos com prêmios em dinheiro e uma estatueta.

Atualmente é o prêmio com maior abrangência, possibilitando a participação de 29 categorias, dentre elas, Romances, Contos e Crônicas, Poesia, Reportagem, Biografia, Infantil, Tradução, Ilustração, Capas e Projeto Gráfico. Podem participar editoras e escritores independentes.

Amanhã, direto da Sala São Paulo, ocorrerá a distribuição de prêmios aos primeiros colocados de cada categoria, totalizando R$ 147 mil. A lista dos agraciados pode ser conferida aqui.

E serão conhecido, dentre os 29 vitoriosos de cada categoria, os ganhadores do Livro do Ano ficção e não-ficção, que receberão R$30 mil de premiação. A escolha será feita por um júri formado por profissionais da área editorial.

Esperamos que no ano que vem a CBL abra os olhos para a realidade e adicione a categoria de e-livros.


4 comentários:

  1. Muitas vezes a causalidade da história é mais sábia que seus protagonistas, há um ditado popular que diz: “se o jabuti está em cima da árvore, ou foi enchente ou mão de gente”. Isto quer dizer que o geoquêlonio não sobe na árvore por sua capacidade, mas precisa de alguém que o faça subir. Nunca poderiam ter dado um nome tão perfeito para definir uma premiação, pois em seus laureados raramente encontra-se mérito verdadeiro, premiando muitas vezes escritores com texto de incrível mediocridade e vigarice.

    O tal prêmio já faz água e pode ser classificado exclusivamente como um clubinho de propaganda, medíocre elogiando medíocre, quem conhece jabuti sabe que não é chegado à água, corre o risco do prêmio ficar cágado.

    Abraço,
    Alex

    ResponderExcluir
  2. Só eu não consigo olhar para a imagem desse jabuti sem imaginar coisas levemente obcenas e ridicularizadas?
    Sei que é um pensamento adolescente, mas me desculpo dizendo que fazem poucos anos que deixei de sê-lo ;)

    ResponderExcluir
  3. Emanuel, digamos um romance lançado somente em e-book, não concorre na sua categoria?

    ResponderExcluir
  4. Raul enviei um email para a CBL e ainda não tivemos resposta. Na minha opinião deve ter uma categoria própria porque nessa premiação a forma da edição também conta, sendo assim, a diagramação e programação do e-livro deveriam ser analisadas a parte. Mas poderiam concorrer no prêmio do Livro do Ano.

    ResponderExcluir