sábado, 26 de março de 2011

Os puristas dos livros estão com os dias contados?

Aumentar Letra Diminuir Letra

Quem  nunca presenciou alguem que nunca teve contato com um e-reader "torcer o nariz"  para a proposta de ler um e-livro?

Normalmente, a recusa é baseada em sentimentalismo sinestésico  ligado aos livros físicos, resumido em frases assim:

Eu não troco um livro por esse e-book, porque:
"...livro que é livro, tem que ter cheiro de papel."
"...nada substitui ter o prazer de ter um livro nas mãos."
"...livro que é livro, tem que me permitir folhear as páginas rapidamente segurando a aba em leque."
Bem, se depender dos alunos da Universidade de Osaka, esses argumentos estão fadados a ficar para a história com o protótipo Paranga.


Fonte: Gizmodo

3 comentários:

  1. Só faltou o cheiro de tinta! Hhehehe!

    ResponderExcluir
  2. Bom dia! Daqui do Canadá onde me encontro, de manhã bem cedinho encontrei na Internet esse blog e, parabéns! LER LIVROS eis o que interessa! Cada qual lendo o livro que melhor lhe apraz, da forma que melhor lhe convier ler. Mas, LER LIVROS eis o que deve ser estimulado, de preferência, os bons livros, escritos com português correto, aprendizado inesquecivel.

    ResponderExcluir
  3. Oabrigado pelo comentário Fátima.

    Bem vinda a casa. Você tem algum e-reader?

    Abraço,

    ResponderExcluir