quarta-feira, 1 de setembro de 2010

Veja ignora Kindle, atropela Época e lança versão para iPad...

Aumentar Letra Diminuir Letra

Poucas horas depois de a Anatel homologar o iPad com wi-fi e 3G para comercialização no Brasil (isto não significa necessariamente que a Apple irá disponíbiliza-lo aqui em pouco tempo - mas sim que poderá fazê-lo quando quiser), a editora Abril anuncia que começará no próximo sábado - dia 04/09 - a disponibilizar sua edição para o gadget. 



A Época já tem há alguns meses um aplicativo para o iPad que permite ler as principais notícias da revista e do site da mesma no iPad, mas a Veja está anunciando a revista completa em formato iPad, permitindo a leitura de todos artigos, bem como inovando com vídeos, animações, fotos, infográficos manipuláveis pelo leitor e links  para garantir algo mais inovador que simplesmente copiar a versão impressa. 
É uma pena para os donos de Kindle, que veem cada vez mais distante a disponibilização de conteúdo das revistas nacionais no aparelho (até agora não temos nenhuma revista brasileira no Kindle, apesar de ele ter chegado muito antes do iPad. 
O lado ruim e injustificável é que o anuncio diz que a revista custará o mesmo preço da edição nas bancas, ou seja R$ 8,90; o que é um preço absurdo para uma edição eletrônica pois não haverá custos de papel, impressão ou de distribuição, além de não ter que pagar a margem da banca de jornais....
É claro que a Abril irá justificar com a alegação do conteúdo multimídia, mas isso se dilui facilmente na economia dos itens acima e na expansão para o mercado de brasileiros fora do país que terão acesso a revista em seus iPads em qualquer parte do mundo. 
Antes de baixar a edição,  usuário terá que baixar (ai sim gratuitamente) um aplicativo que permite carregar as revistas compradas e lê-las.  
O que seria bom para justificar o alto preço (que ainda deverá ser convertido em dólares pois todo o conteúdo da Apple Store é em moeda americana - ai tem mais o IOF do cartão de crédito...) é que reduzam a publicidade, pois a edição impressa está cada vez mais "poluída" com anúncios. Em alguns exemplares, passa de 70% da revista. Mas, para ser sincero, eu dúvido....


2 comentários:

  1. E quem quer ler alguma revista dessa editora fajuta?

    ResponderExcluir
  2. Acho falta de visão da Revista Veja, pois o conteúdo Kindle é compativel não só para o Kindle, mas disponibilizados gratuitamente para Iphone, Ipad, Windows PC, Macintosh, Blackberry, Android e ainda há projetos para iserir novos sistemas ( http://www.amazon.com/gp/help/customer/display.html/ref=sv_kinc_8?ie=UTF8&nodeId=200127470 ), A amazon possui mais de 750.000 livros, revistas e blogs, que podem ser entregues silenciosamente através da rede 3G no seu Kindle antes de você acordar, assim como o jornal O GLOBO, com o custo bem menor do que o Ipad, o kindle veio para ficar, em sua ultima versão ganhou capacidade para armazenar 3.500 livros e duração de bateria de 1 mês, comparado as 10 horinhas de bateria do Ipad, o kindle permite leitura até na luz do sol, diferente do concorrete que usa lcd (é como assistir uma tela de TV que esta batendo sol, precisa ficar fazendo sombra para ler) o kindle foi feito para quem gosta de ler. O que é 1 revista veja comparada a mais de 750.000 edições?

    ResponderExcluir