terça-feira, 22 de dezembro de 2009

Mais um Jornal Brasileiro no Kindle

Aumentar Letra Diminuir Letra

Uma grata surpresa (pouco divulgada, diga-se de passagem) :

Agora, além do "O Globo", já temos o jornal Zero Hora do Grupo RBS - Rede Brasil Sul, de Porto Alegre em edição para Kindle.




Apesar do preço "salgado"  (USD 15,99 ou algo próximo a R$ 30,00 por mês) para um jornal que vem sem imagens, é mais uma opção para os usuários do Kindle e, principalmente para aqueles que vivem fora do Brasil e tem pouca opção de jornais brasileiros impressos.

Apesar de ser do mesmo grupo (Globo), já é mais um passo para as demais grandes redes de Jornais do Brasil publicarem neste formato.

Para mim que sou de São Paulo, aqui vai uma mensagem : "Acorda Estadão.... Acorda Folha".

4 comentários:

  1. Em relação ao preço da asinatura dos jornais, é importante frisar que se você cadastrar seu endereço no site da amazon como sendo dos Estados Unidos, os jornais Globo e Zero Hora saem por USD 9.99!
    Entretanto, há uma desvantagem: você terá que baixar o arquivo no computador e levar para o Kindle. Para mim, isso é indiferente pois o meu Kindle é o DX (que não é internacional).
    Dessa forma, estou pagando apenas USD 9.99 (e não USD 15.99) pelo Globo.
    João

    ResponderExcluir
  2. Legal...
    meu livro, em português, está disponível em formato kindle.
    Veja: http://www.amazon.com/dp/B0031MAV62
    Talvez, sou um dos poucos brasileiros disponiveis para kindle, no site da Amazon, para todo o mundo.
    abraços
    Henrique

    ResponderExcluir
  3. Boa noite. Alguém sabe sobre a possibilidade do Kindle se tornar isento de impostos de importação? Hoje a Amazon está cobrando 266USD de impostos e isso inviabiliza trazer o aparelho legalmente, mas já houve um advogado com liminar de isençao...

    ResponderExcluir
  4. Não tenho idéia de como comprar um Kindle com isenção. O meu, por exemplo, foi comprado direto nos EUA (por USD 259) e depois uma amigo da empresa (americano) trouxe para o Brasil. Realmente pagar o valor com os impostos (extorsivos) fica complicado.
    Uma opção é comprar por lá pela própia Amazon (eles aceitam cartões de crédito internacional de brasileiros), pedindo para entegar na casa de algum amigo nos EUA (tem que conhecer alguém lá) e depois este amigo enviar para o Brasil como presente (frisar bem isso no pacote e também colocar um cartão ajuda bem) pois, em principio, presentes devem ser isentos da taxa de importação (mas isso é uma regra muito subjetiva e, ao chegar aqui, podem cobrar o imposto...).
    Realmente hoje sai muito caro comprar um Kindle sem viajar para fora do Brasil...

    ResponderExcluir